Divisão de Gestão e Planejamento de Recursos Hídricos (DGPRH)

O programa QUALIÁGUA tem como objetivo monitorar mais de 23 pontos de qualidade de água, desta forma vistoriar as águas superficiais do estado de Roraima, nesta situação são analisados mais de 18 parâmetros físicos e químicos da água. Seis parâmetros como (temperatura da água, temperatura do ar, turbidez, PH, condutividade, oxigênio saturado e dissolvido, e em parceria com a CAER estamos realizando as análises químicas de mais 15 parâmetros, 

 

Dando continuidade nas demandas elaboramos um novo boletim hidroclimático com mais informações para o público que sempre solicita os boletins (em anexo).

 

 

 

A presente Divisão tem como finalidade realizar a gestão e planejamento dos Recursos Hídricos do Estado de Roraima, dentre os quais desenvolvem as ações de Prevenção de Eventos Hidrológicos Críticos – Progestão e de Monitoramento da Água –  Qualiágua.

           A prevenção de eventos hidrológicos críticos no Estado de Roraima é realizada pela Sala de Situação, que opera com o monitoramento constante da equipe de campo que faz parte da DPH. Neste sistema, é possível acompanhar a transmissão dos dados, feita através da coleta de dados das PCDs, e também realizar as devidas manutenções corretivas, quando necessárias. O Estado de Roraima está com um Índice de Transmissão e Disponibilização de Dados Telemétricos (ITD) maior ou igual a 90% resultado do trabalho intenso da diretoria em manter a transmissão, É importante frisar que após a grande enchente de 2011, foi definido que a FEMARH sediaria uma Sala de Situação, sendo a mesma inaugurada em 2012 que através desta sala é que matemos o monitoramento constante das plataformas. 

Devido a pandemia no ano (2021) ainda em evidências a Companhia de Pesquisa e Recursos Minerais solicitou apoio aos técnicos da FEMARH no que se refere ás manutenções preventivas e corretivas. Entre as demandas houve a nova instalação da PCD fazenda Recreio que se encontra   localizada na região periurbana de Boa Vista, a mesma já chegou a medir 180 mm de chuva em 24 horas.

 

Na definição das cotas de alerta chegamos definimos para Boa vista, Mucajaí, Caracaraí e Fazenda Passarão, É importante relatar que nos seguinte municípios não temos problemas com secas extremas desta forma achamos no momento  melhor não  definirmos  conta de seca.

 

Entre as ações da divisão podemos  ressaltar que  concluímos a instalação de uma PCD em parceria com ANA/CPRM que há muitos anos planejamos devido a sua importância e localização geográfica , localizada a 330 quilômetros de Boa vista no município do Uiramutã as margem esquerda  do rio Maú na comunidade de São Francisco  fronteiro com a Guiana Inglesa , esta plataforma a uns seis anos atrás nos estevemos neste local com uma equipe da ANA ,FEMARH e CPRM  apesar de inúmeros varias tentativas de encontramos um lugar apropriado que seguisse os critérios de estalão do equipamento, os chefe das comunidades Indígenas(Tuchaua)   apresentaram grande dificuldade para instalação do equipamento e infelizmente não conseguimos realizar em um local de acesso ao rio ,neste naquele momento estalamos no município na sede.

Depois de varias tentativa depois de quase 9 anos conseguimos realizar essa nova instalação PCDs Rio Maú em anexo algumas fotos da montagem da PCD Rio Maú. 

Galeria

Skip to content