Femarh inicia emissão de autorização de queimadas nos Municípios

Femarh inicia emissão de autorização de queimadas nos Municípios

A Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, inicia amanhã, dia 9 de fevereiro, em Rorainópolis, o quinto ciclo de atendimento itinerante para a emissão de autorizações de queimadas controladas para a safra 2022. Ao todo, 13 municípios do interior do Estado receberão a visitas dos técnicos da Fundação de Meio Ambiente, para o preenchimento do formulário de solicitação bem como a coleta dos documento que resultarão instrução dos processos para a emissão das autorizações de queimas controladas para o calendário agrícola da safra 2022.

Segundo a chefe da Divisão de Mudanças Climáticas e prevenção a Queimadas da Femarh, Suzana Tavares, os atendimentos iniciam amanhã, quarta-feira em Rorainópolis e vai até sexta-feira, dia 11 de Fevereiro.

Os atendimentos reiniciam na segunda feira, dia 14, e a equipe da Femarh estarão na vila de Entre rios.  Dia 15, na sede do município de Caroebe. Nos dias 16 e 17 de Fevereiro será a vez dos produtores do município de São Jõao. Nos dias 18 e 19 os atendimentos serão no Município de  São Luiz.

Na semana seguinte, entre os dias 21 e 23 de fevereiro a equipe da Femarh estará atendendo aos produtores rurais do município de Caracarai.  Iracema será atendido entre os dias 24 e 26 de Fevereiro.

No Alto alegre os atendimentos acontecerão entre os dias 28 de fevereiro ao dia 02 de março. Nos dias 7 e 8 de março os atendimentos serão no município de Normandia, Entre os dias 9 e 11 de março será a vez do município de Bonfim.

Dias 14 e 15 de março será a vez do município do Cantá ,e, por fim, o município de Amajari  receberá os técnicos da Femarh entre os dias 16 e 18 de março de  2022.

Para a obtenção da autorização de queimadas controladas, o produtor deverá preencher um requerimento no ato do atendimento e apresentar cópias dos documentos de Identidade, CPF, título definitivo ou autorização/certidão/Declaração de posse. (emitido pelo órgão fundiário Estadual, Federal ou municipal), o mapa ou croqui da propriedade, mapa com as coordenadas da área a ser queimada, autorização de desmatamento anterior, o CAR ( Cadastro Ambiental Rural) e o Licenciamento ambiental vigente.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content